quinta-feira, 30 de abril de 2015

Tony Hawk's: minha QUASE série favorita que a Activision estragou

  Que a Activision estragou as séries favoritas de muitos, não é novidade.
Essa empresa é tão má, mas tão má, que tem a incrível habilidade de começar uma ótima série e depois estragá-la, parece até que propositalmente. Eles são capazes de comprar estúdios ou títulos excelentes para acabar, quase que completamente, com a grandeza do título.

Por exemplo: Lembra de um dos jogos mais populares de todos os tempos? O Crash Bandicoot? Pois bem... Você sabe por que não tem mais jogos dessa série mesmo sendo um verdadeiro clássico dos consoles da Sony? Sabe? Isso mesmo... CULPA DA ACTIVISION!

A destruidora de séries que amamos, é a atual dona do título desde 2008. E como não estava dando muito certo os últimos jogos da série que ela distribuiu (e fez questão de tornar multiplataforma), ao invés de devolver pra anta perdedora de títulos bons Naughty Dog, simplesmente parou de fazer jogos da série! Total egoísmo, não é mesmo?

Véi... Meu filho, véi... ;-;

Pois bem, não estou aqui pra falar de Crash Bandicoot (além do mais, porque já falam demais nele. Quer saber mais sobre isso? Clique aqui). Estou aqui pra falar da minha QUASE série favorita: Tony Hawk's.
Ôh, fih... Por que "QUASE"?
Bom, acontece que eu joguei vários jogos da série. Só não joguei todos porque eu nunca tive muito acesso a consoles, então eu sempre pesquisei loucamente sobre games na internet durante muito tempo ao invés de simplesmente jogar. E por essas pesquisas que, muitas vezes, cheguei a conclusão de que eu não deveria jogar todos os jogos da série, afinal, os mais atuais (se é que dá pra chamar de atual) são... Meio... "Nhéé... Ok". Entende?

Demonstração de Tony Hawk's Ride feita pelo próprio Toninho Falcão.

E por que eu acho que os jogos mais atuais não são tão memoráveis quanto os antigos? Bom, é difícil de dizer, mas acho que não é só a questão da falta de criatividade, acho que nem é isso pra falar a verdade, afinal, ideias todos nós temos a todo momento, imagine os desenvolvedores então.

Tenho uma teoria sobre isso: acho que foi o medo da concorrência. Você sabe... A série Skate.
Skate veio com aquele negócio de querer ser simulador e tals... ~o que não é, claro. Só é complexo~
Acho que os desenvolvedores quando viram que o concorrente tinham inovado na jogabilidade de um game de skate pra algo mais complexo, quiseram fazer o mesmo: Inovar. O que foi uma burrice, pois a fórmula dos games antigos da série sempre deu certo. O certo a se fazer era dar apenas um upgrade no conceito atual, assim como ocorreu com Grand Theft Auto por exemplo. De um jogo com visão "de cima" e com auto potencial, se tornou isso que é hoje (bom, vocês sabem do que estou falando).

Você lembra de um dos jogos mais memoráveis da série? Tony Hawk's Underground? Pois é. Você sabe porque é um dos mais memoráveis, se não, o mais memorável? Eis a resposta:

Parece até jogo de HUE BR.
Pois é. ERA DIVERTIDO! Aí resolveram fazer Tony Hawk's Proving Ground, onde o seu personagem tem que fazer fama (basicamente). Mas ainda era divertido até. Talvez porque ainda estava nas mãos da Neversoft (R.I.P: 1994-2014).

Foi no próximo jogo da série que cagaram tudo DE VEZ... Botaram a série nas mãos da Robomodo.
Um estúdio praticamente novo e sem títulos bons e que não tem nada a ver com a Neversoft. E o que saiu? Tony Hawk's Ride. Um jogo que usa uma prancha de skate pra controlar o jogo.
Parece bom né? ERRADO! Ninguém gosta de comprar um controle que usa em UM jogo no mundo inteiro. Sai caro e fica ocupando lugar na sua casa. Sem contar que é muito tosco fazer as manobras no jogo com um controle desses.
Por exemplo: você não faz um flip que nem faria em um skate de verdade, você só faz um movimento tosco sem ollie e pronto. Afinal, eles não iriam querer forçar o jogador a aprender a andar de skate só pra jogar um Tony Hawk's não é mesmo? Tem que ser algo fácil. Mas não sem graça. E foi exatamente o que não aconteceu. Jogar Tony Hawk's Ride é sem sentido e consequentemente sem graça.

VALEU, ACTIVISION E ROBOMODO! VALEU MESMO EIN! Vocês destruíram minhas esperanças sobre a série, assim como destruiu as esperanças nos fãs de outras séries. Não é à toa que eles tem uma conexão com a Electronic Arts.

Fuck your favorite game quality! I just want your money!
Enfim... Já tá longo demais este post e acho que já falei o que devia.
Só mais uma coisa... Um novo Tony Hawk's vem aí. Foi confirmado pelo próprio Tony Hawk que será para a nova geração de consoles e até vazou uma imagem de um provável logo temporário do novo jogo.
Só sei uma coisa. Não estou num super hype sobre este novo jogo porque será feito pela Robomodo. Então... Sei lá né... Vamos ver.

Um beijo no olho de todos e até a próxima! :*

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Mas, afinal... Por que jogos anuais são tão ruins assim?

Pois é... É neste clima nada interessante ou chamativo de "COD Black Ops III está chegando" que me faz querer falar sobre tal assunto tão polêmico: Os jogos anuais.

Mas, antes de tudo, vamos entender: Por que este assunto divide tanto as opiniões? Por que todos não simplesmente veem isso como uma coisa boa ou ruim e ponto final? Eu te digo: OS FANBOYOLAS DESSAS SÉRIES ANUAIS!

Bom, antes que comecem a me xingar, NÃO estou dizendo que eu não gosto dos fãs das séries, como, Call of Duty, Assassin's Creed, e mais recentemente, Five Nights at Freddy's (risos). Fã é fã, mas fã cego é outra coisa...

"Não se preocupe, senhor. Tenho 10 anos de experiência em Call of Duty"
Ou vai me dizer que não é frustrante um jogo como COD Ghosts (nem os fãs mais malucos da série acharam um bom jogo, só pra constar), que além de ainda custar 109,99 na Steam mesmo depois de muito tempo após seu lançamento, ser um jogo nada inovador, ter mais ou menos 7 horas de duração apenas, ter uma engine velha e ainda ter mais de 300 DILMAS em DLC sem conteúdo realmente relevante? Tá duvidando? Veja com seus próprios olhos.

Achou pouco? Que tal COD Advanced Warfare? O jogo que criou uma fagulha de expectativa nos fãs por ter uma mecânica levemente alterada ("graças" ao Titanfall exoesqueleto), um ator muito bom de um seriado famoso, aquele clima futurista e... Não, péra, eles já usaram o futuro antes... Deixa pra lá.

Enfim, o que eu quero dizer, é: Não seria melhor se ao invés de um jogo por ano, com uma grande novidade por ano, viesse um jogo novo após 3 anos do seu antecessor ~exemplo~ com uma engine nova? E que tal uma jogabilidade renovada? Um modo história bem feito de longa duração? Um modo multiplayer bem feito (sem lag, com servidores dedicados e etc)? Uma boa dublagem (porque, nossa, que bela porcaria vomitada foi a dublagem pt-br de COD AW ein?)? Sem DLCs abusivas e CHEIO de novidade? Ãh? Ãh? Que tal? Bom né!?

Ou seja, fãs de séries atuais (fanboyola, xiu): Tá insatisfeito de gastar 200 Dilmas todo ano com sua série favorita e ela não alcança suas expectativas? Sim? Ok... Eu sei que é difícil, mas, NÃO COMPRE E XINGA MUITO NO TWITTER RECLAME! RECLAME MUITO!
Quando essas empresas começarem a perder dinheiro, ou elas acabam com a série e começam do zero ou elas começam a escutar os fãs. Sacou? Ótimo.

Um beijo no olho de todos e até a próxima! :*

terça-feira, 28 de abril de 2015

Novo estilo pro blog! (MAS JÁ, FIU?)

  Pois é, eu acabei de criar o blog e fazer um post. Mas daí eu percebi que... Putz... Que M*RDA de visual é esse? LOL
  Então tomei vergonha na cara e fui fazer uma coisa um pouquinho mais original. Botei outro layout próprio do Blogger e fiz aquele cabeçalho lindão com a foto da GLaDOS para deixar mais na cara ainda a minha referência (no cabeçalho) a esta personagem maravilhosa do jogo Portal e Portal 2.

Ah, e aqui está um print do visual antigo pra eu nunca mais esquecer que fiz essa porcaria, assim, nunca mais fazendo algo parecido. HOUShoaushouAHOUShoaus


A polêmica dos mods pagos na Steam

  Olá meus queridos, esse é o primeiro post aqui do blog ~como vocês já notaram é claro~ e gostaria de falar sobre essa polêmica dos jogos pagos na Steam que andou gerando muitas discussões na internet ~just a normal day in internet~ mas principalmente muitos rages já que todos são acostumados aos mods gratuitos porque a comunidade gamer é uma coisa linda de papai Newell.

  Pois bem, antes de começar, só pra vocês saberem: O linduxo do Gabe Newell, que é simplesmente o dono da porra toda o dono daquele maravilhoso serviço online de compras chamado Steam e também o dono da maravilhosa Valve, já (em dois dias, se não me engano) retirou o recurso de mods pagos da Steam. Então caaAAALlma...



Enfim... Minha opinião:
  Todos nós (independente da plataforma que jogamos), estamos acostumados a ter acesso gratuito as modificações - carinhosamente chamadas de "mods" - feitas por fãs seja de que jogo for, certo? Certo. E é por isso que a maioria odiou fortemente esta ideia (ah, não seriam todos os mods a serem pagos. Seria uma escolha do modder, eu sei).
 Mas eu tenho uma opinião um pouco mais complexa sobre isso. Eis como deveria ter sido este novo recurso da Steam:
  1. Todas as modificações que, de acordo com o modder, devessem ser cobradas algum valor, antes deveriam ser avaliadas pelos próprios administradores da Steam ou pela própria comunidade. Algo semelhante a Green Light (recurso da Steam em que a comunidade vota em um jogo indie para ser vendido na plataforma online de compras). Assim (muito provavelmente) seriam aceitos apenas os mods gigantes, ou seja, mods que modificam o jogo quase que por completo. Como o famoso mod DayZ que modificava completamente o estilo de jogo do ArmA II.
  2. Deveria haver um valor X para os mods. Algo como 5 dólares, ou seja, um valor baixo. Afinal, a comunidade está acostumada com os mods gratuitos, independente do tamanho deles, e cobrar um valor alto seria a mesma coisa que dizer Hasta la vista, baby ao novo recurso. E caso algum usuário de bom coração quisesse pagar mais caro pelo mod, haveria um recurso na página do mod para fazer uma doação de valor livre.
  3. Mods com votos muito negativos seriam retirados sem dó nem perdão da "loja de mods" da plataforma, assim, garantindo que nenhum modder espertalhão continuasse ganhando dinheiro da comunidade mesmo tendo feito um mod bugado ou simplesmente abaixo das expectativas.
  Essa foi minha primeira opinião sobre este vasto Mundo Gamer. O que acham? Pode comentar livremente neste post. Um beijo no olho e até a próxima. :*