terça-feira, 28 de abril de 2015

A polêmica dos mods pagos na Steam

  Olá meus queridos, esse é o primeiro post aqui do blog ~como vocês já notaram é claro~ e gostaria de falar sobre essa polêmica dos jogos pagos na Steam que andou gerando muitas discussões na internet ~just a normal day in internet~ mas principalmente muitos rages já que todos são acostumados aos mods gratuitos porque a comunidade gamer é uma coisa linda de papai Newell.

  Pois bem, antes de começar, só pra vocês saberem: O linduxo do Gabe Newell, que é simplesmente o dono da porra toda o dono daquele maravilhoso serviço online de compras chamado Steam e também o dono da maravilhosa Valve, já (em dois dias, se não me engano) retirou o recurso de mods pagos da Steam. Então caaAAALlma...



Enfim... Minha opinião:
  Todos nós (independente da plataforma que jogamos), estamos acostumados a ter acesso gratuito as modificações - carinhosamente chamadas de "mods" - feitas por fãs seja de que jogo for, certo? Certo. E é por isso que a maioria odiou fortemente esta ideia (ah, não seriam todos os mods a serem pagos. Seria uma escolha do modder, eu sei).
 Mas eu tenho uma opinião um pouco mais complexa sobre isso. Eis como deveria ter sido este novo recurso da Steam:
  1. Todas as modificações que, de acordo com o modder, devessem ser cobradas algum valor, antes deveriam ser avaliadas pelos próprios administradores da Steam ou pela própria comunidade. Algo semelhante a Green Light (recurso da Steam em que a comunidade vota em um jogo indie para ser vendido na plataforma online de compras). Assim (muito provavelmente) seriam aceitos apenas os mods gigantes, ou seja, mods que modificam o jogo quase que por completo. Como o famoso mod DayZ que modificava completamente o estilo de jogo do ArmA II.
  2. Deveria haver um valor X para os mods. Algo como 5 dólares, ou seja, um valor baixo. Afinal, a comunidade está acostumada com os mods gratuitos, independente do tamanho deles, e cobrar um valor alto seria a mesma coisa que dizer Hasta la vista, baby ao novo recurso. E caso algum usuário de bom coração quisesse pagar mais caro pelo mod, haveria um recurso na página do mod para fazer uma doação de valor livre.
  3. Mods com votos muito negativos seriam retirados sem dó nem perdão da "loja de mods" da plataforma, assim, garantindo que nenhum modder espertalhão continuasse ganhando dinheiro da comunidade mesmo tendo feito um mod bugado ou simplesmente abaixo das expectativas.
  Essa foi minha primeira opinião sobre este vasto Mundo Gamer. O que acham? Pode comentar livremente neste post. Um beijo no olho e até a próxima. :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário